04/08/2008

Fim de Semana de Aventura em Mora

Nos dias 5 e 6 de Julho, o Grupo Bttanossamaneira resolveu inovar e pela primeira vez a canoagem entrou como actividade praticada pelo Grupo. Nesse fim de semana recorremos à experiência do Team Azenhas da Seda do amigo Canina, que foi o nosso guia no passeio de Btt no Sábado e no passeio de canoa no Domingo.
Com afluência recorde(32 participantes, 23 no Btt e 23 na Canoa), o que dificultou a logística, mas com uma alegria enorme de ver este Grupo cada vez com mais vitalidade e com capacidade para atrair novos membros. Aos estreantes Ana e Marco uma palavra de boas vindas.


Primeiro Dia

No Sábado a alvorada foi cedo, sendo o primeiro ponto de encontro em Turquel às 08:00 horas. Seguimos para Mora, fazendo mais uma paragem em Coruche para a reunião dos restantes elementos do Grupo. E assim partimos todos juntos de Coruche, tendo como destino a praia fluvial do Gameiro, juntinho ao Fluviário de Mora.
Ai chegados fomos recebidos pela equipa da empresa Azenhas da Seda e pelo seu líder carismático, o Canina. Fomos confrontados com uma pequena traição, o nosso membro e fundador Carlos Agostinho, vestia a camisola da empresa e ajudava na organização do fim de semana. Nada de grave. Depois de descarregadas as bicicletas, das habituais verificações técnicas e do briefing inicial, lá seguimos viagem deixando a magnifica praia fluvial do Gameiro, para conquistar os trilhos desta região. Passamos por aquedutos com a finalidade de levar água para os campos, fizemos uma parte da antiga linha de comboio, que ligava Mora a Évora e que no futuro será uma das Ecopistas de Portugal. Pedalamos junto à ribeira e com magnificas vistas sobre os campos do Alentejo, calmamente todos juntos esperando e ajudando-nos uns aos outros.
Até que o nosso guia nos levou até uma passagem com um desnível acentuado, onde foi preciso passar todas as bicicletas à mão. Ai veio ao de cima o nosso espírito de equipa e o empenho de todos, estratégia montada, elementos posicionados no terreno e a superação desta grande dificuldade foi uma realidade. Passadas mais duas vedações, com a ajuda de todos e de escadas colocadas pela Organização, finalmente atingimos o carro de apoio com as indispensáveis mínis, que estava à nossa espera numa das margens da ribeira.
Ai era tempo de refrescar por dentro e por fora, depois da míni um mergulho na ribeira para quem quisesse. Foi vê-los a mandarem-se lá para dentro, pareciam umas lontras. As meninas tiveram vergonha e não quiseram arriscar, talvez a água tivesse muito fria para elas. Os meninos foi um gozo, que grande banhoca, o pior foi subir de novo para a margem, mas adiante.
Era tempo de montar novamente na bicicleta e após a ponte iniciamos o regresso à praia fluvial. Pelo meio tivemos uma subida de primeira categoria, só para sabermos o que a vida custa e depois iniciamos a descida final para a meta.
A nossa equipa de apoio, presenteou-nos com uma mesa farta de iguarias, que regalo à vista. Ficaram na praia e montaram um pic-nic fabuloso, nesta parte toda a gente trabalhou certinho, ninguém se atrasou. Tudo bem regado com tinto, branco, cerveja e sumos, nada falta neste nosso pic-nic. Um catering de eleição. A seguir foi tempo de um cafézinho, de um jogo de matraquilhos (vitória do Sporting sobre o Benfica) e de uma visita ao Fluviário.
O resto da tarde foi passado na praia no "relax", uns a dormir a sesta, outros a banhos de sol e outros a banhos de rio. Foi possível fazer um treino de canoa e várias duplas aproveitaram, dando indicações para o dia seguinte. O Luís fazendo dupla com o João Machado, iniciou um movimento que iria ser uma constante no Domingo, a queda para a água e a canoa virada. Um especialista.
Ao fim da tarde era tempo de rumar ao Solar dos Liláses, a nossa casa por um dia. Um magnifico Solar antigo recuperado, com uns salões riquíssimos, uns quartos bem agradáveis e uma vista excelente. Depois de instalados, com o banho tomado e roupa lavada, era tempo de reunir as tropas no quintal para a saída para Cabeção e para o restaurante o Palmeira. O jantar é mais uma aposta forte do Grupo, ninguém se nega, as especialidades alentejanas abrilhantaram este jantar e o vinho da região também. Migas de espargos, sopa de cação, carne do alguidar, bacalhau à lagareiro e os doces, fidalgo, encharcada e pão de rala. Pança cheia.
Desta vez não houve a habitual caminhada e a visita ao Castelo, para fazer a digestão, a maior parte do Grupo recolheu aos seus aposentos para descansar para a canoagem no Domingo. Só meia dúzia de resistentes se aventuraram na noite de Mora e foram tomar um copo ao Mora Bar.

Segundo Dia

O dia começou com um bom pequeno almoço no Solar dos Liláses, depois do check out o nosso rumo era a praia fluvial das Azenhas da Seda, propriedade do Canina e um local magnifico para passar o dia.
Quem não foi andar de canoa, passou a manhã na praia a desfrutar o tempo e o local. Quanto aos remadores e remadoras, saíram em dois grandes jipes para junto da barragem do Maranhão, ai seguiu-se o briefing("para quem não me conhece, eu sou o Canina") depois da escolha de coletes e capacetes. Formaram-se equipas de dois remadores, se bem que na canoa do João e da Suzete havia também um sapo para seguir viagem. E fez-se um aquecimento.
Doze canoas fizeram-se à água e iniciaram a descida da ribeira de seda, Canina e Miguel à frente a comandar as tropas, Carlos e Sissi a trás a fechar o pelotão. No meio havia de tudo, malta com alguma experiência, outra sem nenhuma, alguns que se adaptaram bem e outros que confirmaram a técnica da véspera, caiam à água que se fartavam. O Luís e o Vítor foram os campeões. Também a família Campos teve alguns problemas com as duplas formadas, não resultaram logo de inicio e tiveram que trocar de pares, para a viagem correr melhor.
A ribeira de seda é espectacular, tem partes largas onde se rema tranquilamente e também partes apertadas onde só passa a canoa e mesmo assim levamos com os ramos e folhas. Correntes traiçoeiras, a exigirem técnica por parte dos canoistas, curvas acentuadas e as suas azenhas magnificas, com rápidos emocionantes. Tive pena de não fazer a zona do tobogan, na primeira azenha, ficará para a próxima. Foram várias horas a remar, onde só faltou um reforço alimentar e umas mínis, para o dia ser mais perfeito.
Na chegada à praia fluvial das azenhas da seda, estava colocada a maior dificuldade do dia, um rápido cujo o caudal não era suficiente para passarmos por cima das rochas. Era necessário ter em atenção as pedras que poderiam alterar a nossa rota e assim provocar uma queda. Mas o Grupo não se atemorizou, respirou fundo mordeu a língua e aceitou este desfio contra a ribeira e o seu rápido. Determinadas onze canoas avançaram à sua sorte, cheias de esperança em ultrapassar esta dificuldade incólumes. Mas nem todos tiveram o engenho e a arte. Parabéns aos que conseguiram.
Resultado final: Rápido 6 - 5 Grupo Bttanossamaneira.

Depois desta derrota, quem pagou foi o pic-nic, mais uma vez a mesa era farta com petiscos e bebidas. Isto de andar a remar uma data de horas abre o apetite. Após o almoço ficamos a descansar na bonita praia fluvial das Azenhas da Seda, a contar as peripécias dum fim de semana bem passado. Ao fim da tarde iniciamos o regresso a casa, cansados mas com um sorriso nos lábios.

DCoelho

8 comentários:

Rui Pinho disse...

Espectaculo, mas uma vez temos um escelente trabalho do Davide na realização de mais um tópico para comentarios.

Alexandra Silva disse...

Parabéns,ainda bem que existe alguém com boas iniciativas..., continua assim.

João disse...

Muito bom, muito bom.

Quando é o próximo ??

Augusto e Lurdes disse...

Parabens à organização. Venham mais aventuras destas...

Ouvimos ouvir dizer por aqui que na próxima aventura poderemos ir dormir numa caserna...(Davide com essa sugestão o pessoal vai pensar que foi ideia do Augusto, atenção que não tenho culpa no cartório relativamente a isso)Não faço questão de dormir em caserna, uma vez que já tenho a minha dose de dormitórios conjuntos... Mas em prol do grupo estamos prontos para isso, e as minis não faltarão.

Até uma próxima... Um bem haja para todos.

Cristiana disse...

Temos a 1ª aventura documentada!

Mais uma vez, um excelente trabalho. Só não percebi bem aquela da familia Campos. Aconteceu alguma coisa que eu não vi?!?!?
Parece-me que novas aventuras estão a aparecer...
Eu vou lá estar!

Bjs para todos.

Boy from calvaria city disse...

Parece que a próxima actividade vai ser como na tropa.
Há cão! Eu e a 'nha Célia (nome figurado)vamos lá estar.
Espero que hajam muitos fait-divers.
É preciso levar a marmita ?

DCoelho disse...

Olá Malta

Grande fim de semana, este que passamos em Mora. A canoagem caiu bem a toda a gente (caiu mais uns que outros). O passeio de Btt é que foi curto, fizemos poucos Km, valeu pelo banho, mas soube a pouco.

O Blog, já tem mais pontos de interesse, uns videos de Btt, que nada têm a ver comnosco, mas é uma experiência que nos diz que, podemos por os videos dos nossos passeios. Aliás, deixo já uma sugestão para que se faça um video do próximo passeio a Tancos, para depois colocá-lo aqui no Blog.

À quanto tempo não jogavam Pacman...

Abreijos

João disse...

Olá camaradas.........
Espero que estejam todos bem e a prepara-se para mais este grande desafio.
Pelos vistos, fomos chamados a "assentar" praça. Preparem-se para a Guerrrrrrrra.....
Nós vamos lá estar, para fazer parte de mais uma (verdadeira)aventura.
Até breve

Abreijocas
Su e Joao

Nota: E que tal, se fossemos pensando nuns nomes de guerra???