23/10/2008

Volta do Castelo de Almourol 5 de Outubro de 2004

Alojamento : Residência Casa João Chagas

Companheiros de aventura: Vitor e Ana, Davide e Lena, Cristina, Cristiana, Dora e Luís Alves.

O dia de 5 de Outubro de 2004, foi a uma 3ª feira, saímos no dia anterior e o ponto de encontro foi mesmo em Porto de Mós, no Intermarchè, onde para variar, tivemos umas comprinhas de última hora.
Destino: Constância, onde ficámos alojados e onde jantámos.
Chegámos mesmo a tempo do jantar de praxe, um bom restaurante, boa ementa e um bom vinho. Ficou decidido nesta data que teríamos que levar sempre, pelo menos 2 pares de calças para cada saída de BTT (por que será??????) – perguntem ao Davide!

Após o jantar fizemos a voltinha higiénica, cumprimentámos o Camões, utilizámos as “Escadinhas de Tem-te Bem” e fomos até à Capela de Sant’Ana.

Saímos cedo pela manhã, pequeno almoço e café, tudo por conta do Sr. João Chagas, afinal é o dono de meia Constância. Isto porque para tomar a dita “bica”, tivemos que esperar pelo fecho da residencial e pela abertura do café.

Saímos em autonomia pois todos os que foram, foram para fazer BTT.
Comida ás costas e lá fomos nós.
Começamos muito bem, terra batida, bons caminhos, para pouco depois já estarmos... parados! Mapa na mão, qual o caminho a tomar?
A escolha é sempre certa! Não há volta a dar! No caminho certo ou perdidos, é sempre em andamento.
Atravessamos, serras e montanhas, por vezes em cima dela, por vezes ao lado dela, atravessámos a linha de ferro (claro que depois de passar o “pouca-terra-pouca-terra”), fizemos subidas e descidas enormes, até que chegámos à “mãe” de todas as subidas:
Era tão má, tão má, tinha de tudo: era eucaliptos caídos, folhas aos montes, valas e buracos! A bicicleta não aderia, os pés não aderiam, o calor apertava e a fome já se fazia sentir.
Muitos kms, muitas subidas, muitas descidas, muitas paragens e muitas fotos depois, avistámos, finalmente, o rio Tejo e o Castelo de Almourol!

http://www.castelodealmourol.com/

Estava desde início programado que o almoço seria dentro do próprio castelo e assim fizemos, largamos as “meninas”, pagamos ao barqueiro para ficar de olho nelas e lá fomos nós.
Grande pic-nic!
Tudo do bom e do melhor.
Mas a surpresa, foi mesmo o frango frito! O Luis Alves conseguiu levar sozinho dois frangos! A regra é: leva para ti e divide! Ele levava para todos e ás costas! Sorte a nossa que assim tivemos comidinha para o antes e para o depois...
Fizemos o Tour de conhecimento ao castelo e pusemo-nos em caminho!
Como é hábito e costume nestas aventuras, a seguir ao almoço temos o quê?
Outra subida! É sempre!
Mas como tinha de ser, lá fomos nós. A Ana e a Lena superaram a prova! Mas tivemos que fazer uma grande paragem, com cerca de 35 graus, estávamos sem sombras, a água já estava morna, o sol derretia-nos os capacetes ... foi um bocado difícil. Mas a Lena ainda aproveitou para “marcar golo” no U.D.T. Tancos.
Depois de um pouco de repouso e porque o fim ainda estava longe, fizemo-nos ao caminho, desfrutando as paisagens que o Rio Tejo nos oferece.
Mais umas travessias da linha de ferro, mais terra batida, mais pedra, mais rocha, mais alcatrão e lá chegámos nós.
De volta a Constância, o Sr. João Chagas cedeu-nos um quartinho para banhos. Saímos lavadinhos e prontos para mais um grande repasto.
Pic-nic de “redon”.
E foi assim, mais uma volta do maravilhoso grupo “Almoçarista e Jantarísta do BTT”.
Cristiana e Cristina Campos

5 comentários:

Rui Pinho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rui Pinho disse...

Colegas bttistas,
grande passeio deve ter sido este de 2004 em Almourol, ainda eu nao fazia parte deste grupo, mas pelas fotos parece ter sido muito bom, como aliás teem sido todos.
Davide explica lá porque se têm de levar pelo menos 2 pares de calças para cada saída de BTT ??? ainda não sei..... mas já sei que se deve levar sempres as chaves dos suportes.....


Estou ansioso pela próxima saída para mais um passeio.
E as nossas camisolas, como estão ?
Cumprimentos

DCoelho disse...

Em 2004 o grupo era mais pequeno, apesar de neste passeio terem faltado alguns "crónicos".
Foi um bom passeio, com saída e chegada ao parque do bonito no Entroncamento. Lembro-me de uma parte que andamos nuns pomares, lá no alto com uma vista magnifica para o Tejo e seus campos adjacentes. A parte do pic-nic no Castelo e a sua visita também foi espectacular.
Quanto às Calças a história é simples. Para poupar espaço na mala só levava um par de calças, no jantar logo após a chegada a Constância, a Cristina fez o favor de entornar comida para cima delas. No outro dia, tive que regressar a casa de calções e com frio nas pernas.

José Pedro disse...

Atenção pessoal!

Alerto para possível fraude na votação das camisolas ...

(e mais não digo).

dcoelho disse...

A camisola escolhida deve ser a que a maioria mais gosta e não aquela, que a pessoa que mais vezes vota, gosta.
Se clicarem em cima das camisolas, poderão ver a apresentação em tamanho maior e ai terem melhor percepção das cores.